quinta-feira, setembro 18

DA MINHA TORRE DE NARCISO


Jeff Koons «Michael Jackson and Bubbles» 1988
(porcelain ceramic blend)
- em exposição no Château de Versailles, França -


DA MINHA TORRE DE NARCISO

Ao sol, ao vento, à música, levanto
Esta voz que não tenho. A Deus imponho
A obrigação de me escutar o canto
E entender o que digo e o que sonho.

A mim me desafio. Aos outros ponho
A condição de me odiarem tanto
Que não descubram nunca o que suponho
O meu secreto e decisivo encanto.

Contra o que sou me guardo e quando oiço
Falar do que pareço, posso então
Encher o peito de desprezo e riso.

Pois só eu me conheço e só eu posso
Subir até àquela solidão
Onde me incenso, amo e realizo.

(José Carlos Ary dos Santos)

in «A Liturgia do Sangue», 1963
*

Etiquetas: ,

1 Comentários:

Blogger Lucy in the Sky with Diamounds disse...

Muito legal o Jeff Koons!!! E mais elogios ao poema também!

Beijos made in brasil,

Lucy

24 de setembro de 2008 às 15:52  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial