terça-feira, dezembro 23

DEMASIADO HUMANO

*
Angelo Morbelli «Twilight», 1894-96
(oil on canvas)
- Civica Galleria d'Arte Moderna, Verona -


DEMASIADO HUMANO

______________________ao Adolfo Casais Monteiro


Escancarei, por minhas mãos raivosas,
As chagas que em meu peito floresciam.
Versos a escorrer sangue eis escorriam
Dessas chagas abertas como rosas…

Assim vos disse angústias pavorosas
Em versos que gritavam… ou sorriam.
Disse-as com tal ardor, que todos criam
Esse rol de misérias fabulosas!

Chegou a hora de cansar…, cansei!
Sabei que as chagas todas que aureolei
São rosas de papel como as das feiras.

Que eu vivo a expor minh’alma nas estradas,
Com chagas inventadas retocadas…
Para esconder bem fundo as verdadeiras.

(José Régio) *

in «Poemas de Deus e do Diabo», 1925

Etiquetas: ,

2 Comentários:

Blogger Ariane disse...

Adorei teu espaço! Dialoga bem com o meu! Feliz Natal!

24 de dezembro de 2008 às 14:24  
Blogger Mar Arável disse...

Também em 2009

é preciso ousar

Bom ano

29 de dezembro de 2008 às 18:02  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial