sexta-feira, fevereiro 6

a luz de um só tecido a mover-se sob o vestido


Georges Seurat «Au Divan japonais», 1887-88
(conté crayon and gouache on paper)
- Private Collection -
*
*
a luz de um só tecido a mover-se sob o vestido
rapaza raparigo
trav superdot sôfrego belíssimo
mamas sem leite e sangue mas
terrestres soberanas
pénis intenso
ânus sombrio
*
(Herberto Helder) *
*
in «A faca não corta o fogo», 2008

Etiquetas: ,

2 Comentários:

Blogger Mar Arável disse...

Boa divulgação da nossa poesia

7 de fevereiro de 2009 às 23:26  
Blogger Ricardo Miranda disse...

Acho este poema interessante mas confuso. Alguém me poderia dar a sua leitura do que o poeta pensa atingir com este poema?

25 de junho de 2009 às 11:43  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial