domingo, fevereiro 1

FONS VITÆ


Anselm Kiefer «Shebirat Ha Kelim (Shattering of the Vessels)» 1990
(lead, glass, dress and female hair on wood)
- Hans Grothe Collection -

*
FONS VITÆ

Dá o sangue mas está suspenso no ar:
venceu a força da gravidade
e ali prossegue, figura de martírio,
sangrando para a vasca. Personagens
em torno dela ajoelham. Não é
para menos: trata-se do Cristo
Redentor. O sangue faz ajoelhar
os poderosos que há séculos
fazem correr sangue alheio
em nome desse Cristo − prática normal
das religiões. Mistério é o modo como
veio sangrar a esta cidade, nas paredes
da Misericórdia. Mistério a que faltam
referências decerto condutoras ao ouro
brasileiro e a papéis perdidos
de doadores soterrados nos desvãos
anónimos da história, um puzzle
a que sempre faltam peças. Ali está ele,
fonte inesgotável na sua cruz,
fonte de vida segundo o título.
No fundo há uma paisagem, mas o Cristo
volta as costas à flora flamenga:
apenas sangra, não se sabe o que vê
suspenso sobre o mundo que não é o seu.
O rei que olha e medita o significado
daquele sangue (se é que é o rei)
irá erguer-se e finalmente assinar
o decreto da Santa Inquisição. Sairá
daquele quadro cheio de dúvidas, mas
o sangue continuará a correr, agora
fonte de morte − mas benzida
pelo selo real do Venturoso.

(Egito Gonçalves) *

in «Entre Mim e a Minha Morte Há Ainda um Copo de Crepúsculo», 2006
*
*
Nota: O Museu Es Baluard Museu d'Art Modern i Contemporani de Palma de Mallorca, Espanha, apresenta uma exposição das obras de Anselm Kiefer, pertencentes à colecção de Hans Grothe, grande coleccionador de arte contemporânea alemã.
*

Etiquetas: ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial